Cada vez mais clientes de RFID escolhem os módulos de leitura/escrita (L/E) HF da Contrinex com IO-Link. Tal não constitui surpresa para Norbert Matthes, Gestor de Vendas Técnicas da Contrinex Sensor GmbH na Alemanha e especialista em workshops de RFID. Quem melhor, então, para responder às nossas perguntas e explicar o apelo particular dos módulos L/E com IO-Link?

1. Que recursos do nosso módulo de L/E com IO-Link são particularmente atrativos para os clientes?

A escolha dos modos de operação é frequentemente o fator decisivo. Além do controlo direto do módulo L/E no modo IO-Link com comandos de leitura/escrita como “scan UID”, “scan user data” e “scan read/write command”, o módulo L/E com IO-Link possui um modo IO padrão: operação SIO. Neste modo de operação, as 2 saídas de comutação binárias são comutadas com base em condições pré-definidas, nomeadamente a «tag presence» ou a «data block comparison». O sensor realiza então esta operação de forma totalmente autónoma, o que faz dele um sensor inteligente.

2. Quais são os pontos fortes do nosso módulo L/E com IO-Link?

Os pontos mais competitivos são seguramente os modos de operação IO-Link e SIO já descritos. A interface sem fios comunica com as tags ISO 15693 tanto com blocos de 4 bytes como de 8 bytes. Um ponto forte adicional é a biblioteca de blocos de funções que permite facilitar a integração dos módulos L/E com IO-Link da Contrinex. Como esses blocos de funções estão disponíveis como blocos simplificados, não é necessário qualquer conhecimento adicional da sequência exata do protocolo ou da área de memória. Estes são desencadeados automaticamente pelo bloco de funções.

3. Na sua opinião, qual a importância dos módulos L/E com IO-Link para a Indústria 4.0?

A indústria 4.0 tem como objetivo levar a automação a um nível ainda mais profundo. Por exemplo, a comunicação integrada na automação industrial permite que as informações sejam obtidas ou entregues a objetos, máquinas, etc. através de tecnologias-chave, como o IO-Link ou o RFID. Desta forma, estas tecnologias permitem a transformação digital das cadeias de valor. O IO-Link e, em particular, o RFID são conhecidos como impulsionadores da Indústria 4.0.

Estas mesmas duas tecnologias de comunicação foram agora agregadas num único dispositivo. Com a comunicação RFID (ISO 15693) através da interface sem fios e o IO-Link (ISO 61131-9) através do conector M12, os módulos L/E com IO-Link da Contrinex juntam efetivamente dois dos principais padrões de comunicação da Indústria 4.0.

Basicamente, funcionam como um gateway IO-Link-to-RFID para a Indústria 4.0.

4. Que inovações se esperam da Contrinex?

A Contrinex está constantemente a trabalhar no desenvolvimento de melhorias para as suas gamas de sensores e de produtos RFID. Para permitir aumentar as distâncias de leitura/escrita e a flexibilidade, estará disponível em breve um módulo L/E em corpo C44 cúbico (40×40 mm), que é um formato bastante utilizado no mercado da RFID. O seu tamanho permite uma maior distância de leitura/escrita e a sua cabeça giratória permite uma maior flexibilidade para o utilizador. Estes módulos L/E estarão também disponíveis para o IO-Link, bem como para o ContriNet. As bibliotecas de blocos de funções podem também ser usadas com o módulo C44 de L/E.