Resumo

Durante as operações de embalagem de elevados volumes de produtos de confeitaria, os tapetes transportadores enviam caixas empilhadas para estações de embalagem com película retrátil. Em cada estação, uma máquina de embalar envolve uma pilha de caixas em película termorretrátil e um forno de infravermelhos contrai a película para formar uma pilha de caixas selada. Um sensor fotoelétrico de barreira de longo alcance, montado ao lado do transportador, deteta a presença de cada pilha à medida que esta sai do forno, sinalizando um sistema de controlo global, com o objetivo de incrementar os resultados totais da produção.

Valor acrescentado para o cliente

  • Contagem fiável sem contacto de objetos a grande distância
  • Precisão de dados melhorada, decorrente da deteção de caixas em tempo real e sem erros
  • Aumento da produtividade, pois o alarme de estabilidade sinaliza as necessidades de manutenção preventiva
  • Um único sensor permite a deteção de variados tamanhos de caixas sem necessidade de reposicionamento

Vantagens específicas do produto

  • Distância máxima de deteção de 30 000 mm
  • Conectividade IO-Link disponível sem custos extra nas versões PNP
  • Saída dupla com alarme de estabilidade
  • Suportes de montagem versáteis projetados para permitir uma instalação fácil
  • Imunidade às interferências mútuas ao estabelecer pares de emissores/recetores via IO-Link

Aplicação do cliente

Nas fábricas que produzem bens de grande consumo, as operações de embalagem automatizadas constituem a norma. Os produtos de confeitaria não são uma exceção; em produções de elevado volume, os fabricantes embalam sacos selados de doces em caixas de cartão que são, por sua vez, empilhadas para embalagem com película retrátil e paletização.

As caixas empilhadas chegam em pilhas uniformes para serem embaladas com película retrátil. Uma máquina de embalar coloca um tubo de película termorretrátil robusta à volta de cada pilha; esta passa em seguida por um forno de infravermelhos, onde a película encolhe, formando assim uma embalagem selada de caixas. Após este processo de retração a quente, as embalagens são transportadas para a área de consolidação de carga para posterior paletização.

Os operadores fabris têm necessidade de monitorizar o rendimento da produção para cada linha de embalagem. Os métodos de contagem manual são impraticáveis e caros. É necessário um sistema de sensores sem contacto altamente fiável para detetar a presença de cada embalagem à medida que esta sai da área de embalagem termorretrátil e para atualizar a contagem de itens num sistema de controlo fabril global. A deteção de longa distância é, pois, desejável, já que nem todas as linhas de embalagem são facilmente acessíveis.

 

Solução no cliente

A gama de sensores fotoelétricos C23 de barreira da Contrinex é ideal para esta aplicação. Estes sensores, de dois corpos, possuem uma faixa de deteção máxima de 30 000 mm. O par de sensores compreende um emissor e um recetor separados, cada um montado num corpo plástico de 20 mm x 30 mm x 10 mm. A ligação ao sistema de controlo é feita através de um cabo com bainha em PVC, podendo optar por um conector M8 integrado ou por uma entrada a cabo hermeticamente selada. Para garantir a imunidade a interferências mútuas, os pares emissor/recetor podem ser configurados através de IO-Link.

Imediatamente após cada forno, é montado um par de sensores com o emissor e o recetor em lados opostos do transportador. Dependendo do espaço disponível em redor do forno, qualquer unidade pode estar localizada a alguma distância do transportador. Suportes de montagem projetados à medida permitem um posicionamento ideal do sensor em quase todas as situações.

À medida que cada caixa interrompe o feixe de luz, o recetor deteta a sua presença e sinaliza o sistema de controlo para incrementar a contagem do número de caixas. As saídas PNP ou NPN padrão na indústria a 3 ou 4 fios permitem a interface direta com os sistemas de controlo industriais modernos. Uma segunda saída fornece um alarme de estabilidade em caso de sensibilidade reduzida, sinalizando a necessidade de manutenção preventiva antes que ocorra uma degradação de desempenho.

A gama C23 deteta objetos em movimento rápido de forma fiável; é possível a escolha remota da frequência de comutação através do IO-Link, um protocolo normalizado de ligação série ponto-a-ponto, disponível de série, sem qualquer custo adicional para as versões PNP.