A Contrinex anuncia uma nova geração de sensores preparados para a “cloud” que leva a padronização ao nível seguinte. Graças ao Smart Sensor Profile (SSP), os dados destes novos sensores indutivos com IO-Link apresentam uma estrutura altamente uniforme permitindo uma maior facilidade de integração nos sistemas existentes. Além disso, estes sensores fornecem uma gama de funções predefinidas para melhorar as estratégias de manutenção preventiva ou preditiva dos clientes.

Projetados de acordo com o IO-Link Smart Sensor Profile (SSP) 3.3, os novos sensores indutivos da Contrinex respeitam as normas da indústria no que respeita à uniformização de dados. Enquanto sensores de medição digitais com função de desativação, o seu desempenho é equivalente a um sensor de saída analógica convencional, mas com saída digital de dados. Os dispositivos têm uma entrada de dados de processo padrão de 24 bits (PDI) e uma saída de 8 bits (PDO). Por exemplo, as medições de distância, o contador de comutações e a medição de temperatura podem ter valores de 16 bits, enquanto o sinal de comutação na saída, o sinal de comutação e os alarmes configuráveis podem ter valores de 8 bits.

Os utilizadores podem definir vários aspetos da configuração do IO-Link do sensor, incluindo distância, contador e temperatura. Também podem selecionar vários modos de ponto de comutação (modo desativado, ponto único, modo Windows, modo de dois pontos) e funções de manutenção preventiva predefinidas (horas de operação durante a vida útil do sensor ou desde o último arranque, contador de comutações durante a vida útil do sensor ou desde o último arranque, alarme de autodiagnóstico do sensor).

A nova geração será lançada inicialmente nos sensores indutivos padrão com corpos cilíndricos (M8 a M30) e cúbicos (C8 e C44).